No mundo não há quantidades ilimitadas de recursos para atender aos desejos e às necessidades de todas as pessoas. A principal questão da economia é justamente entender como alocar esses recursos escassos entre os diferentes indivíduos da sociedade.
Por exemplo, se o país produz uma quantidade de energia, como dividi-la entre as diferentes residências e atividades econômicas?
Quanto deve ir para residências e quanto para a indústria, agricultura e comércio?
Dentro dos setores industriais, alguns deverão ser privilegiados?
Outro exemplo, mais prático: um artista famoso resolve voltar da aposentadoria para dar um único show. Uma quantidade enorme de pessoas quer estar na plateia, mas o número de assentos é limitado.
Quem terá preferência? E, mesmo entre os selecionados, quem ficará com os melhores lugares? 
Fonte: UOL