QUAIS SÃO OS SEUS SONHOS?

 

Todos nós nascemos com um propósito, acreditemos ou não! Não estamos nessa existência por acaso, temos um “porquê” de estarmos aqui e nem sempre nos damos conta disso. O que acontece na grande maioria, é que nos acostumamos a viver no piloto automático e muitas vezes consideramos isso normal. O ser humano não nasceu para viver estagnado, de forma alguma! O caminho de todos nós é a evolução. Evoluir é algo inerente ao nosso ser, comum a todos os habitantes desse planeta.

Será que a nossa vida está resumida a nascer, crescer, estudar, trabalhar para sobreviver, constituir família, fazer amigos e ao final de tudo, morrer? Ou será que existe algo que vai além das nossas atividades do cotidiano?

E os nossos sonhos? Qual o propósito de vida para cada um de nós?

Para responder a esses questionamentos, vale à pena pararmos para analisar com sinceridade, se os nossos sonhos são nossos de fato ou simplesmente o reflexo dos sonhos de outras pessoas. Tanto para clareza dos nossos sonhos, assim como para descoberta do propósito de vida, é essencial o mergulho em nosso universo individual sem máscaras ou julgamentos. Isso leva tempo e paciência, vai depender de cada um e mais, é preciso querer passar pela experiência. Olhar para dentro de si mesmo é uma jornada fascinante e ao mesmo tempo desafiadora. Temos a nossa própria individualidade e o momento para iniciação à transformação e descoberta do verdadeiro eu.

Gosto muito de uma frase de Osho que diz o seguinte: “Nunca existiu uma pessoa como você antes, não existe ninguém neste mundo como você agora e nem nunca existirá. Veja só o respeito que a vida tem por você. Você é uma obra de arte — impossível de repetir, incomparável, absolutamente única.”

A frase acima demonstra claramente que somos únicos e isso nos traz a consciência de que não somos robôs, prontos para reproduzir o que os outros dizem e fazem, pelo contrário, somos pessoas com capacidades múltiplas para construirmos a nossa própria realidade. Ao vivermos de acordo com a visão de mundo de outras pessoas, estamos ignorando a nossa própria identidade nessa existência. Analisemos as informações que chegam a nós e a importância delas em nossas vidas. É importante aprendermos com as experiências alheias, porém devemos ter o cuidado de adequar o aprendizado a nossa maneira de ser, pensar e agir. Eu costumo falar que “pessoas não são fórmulas prontas” e acredito que, aprender com o outro não é ser o outro, e sim, extrair o melhor do outro sendo você mesmo.

Por que muitas pessoas se frustram? Pelo simples fato de almejarem viver a vida, os talentos e sonhos de outras pessoas, e como se não bastasse, vivem se comparando o tempo todo. Conclusão disso? Infelicidade batendo à porta. Definitivamente, não é dessa forma que construiremos a nossa felicidade. Construir a própria ponte para à felicidade possibilita trilharmos rumo à realização dos verdadeiros ideais. E de que maneira fazer isso?

Dê o primeiro passo e se permita caminhar em direção ao autoconhecimento, se conectar com a sua essência e descobrir o seu papel no mundo, para a partir daí, ter a clareza das coisas que deseja para sua vida, seja na área pessoal, espiritual ou profissional. Ah, lembre-se de atentar para as prioridades, as coisas que realmente fazem sentido para você. Muitas vezes desejamos várias coisas ao mesmo tempo, mas qual a prioridade delas? Liste cada coisa por ordem de hierarquia, e dessa forma, você dará importância ao que de fato é importante e isso fará toda diferença em sua vida.

O segundo passo é fazer um planejamento claro e bem definido. Traçar pequenas metas para o alcance do objetivo maior. É preciso muita paciência consigo mesmo e com os resultados que sonha alcançar. Nem sempre é fácil, mas é possível! Se outras pessoas conseguem, você também consegue!

E finalmente, nada vai adiantar você se autoconhecer, traçar um planejamento e prioridades, se não estiver disposto a pagar o preço para concretização dos seus sonhos. É preciso agir!!! Durante o processo, os obstáculos virão e com certeza serão inevitáveis. Então, mira no objetivo, aprende com os erros e segue. Não paralisa!

Nem sempre é tão simples realizar o que aspiramos, a trajetória não é a mesma para todas as pessoas, para uns as coisas acontecem com mais facilidade, para outros, a caminhada é longa e árdua. Muitas situações vão acontecer no decorrer do processo, é algo muito relativo e particular de cada um, vai depender do fator financeiro, das pessoas com quem nos relacionamos, das alternativas e soluções que buscamos para superar determinadas dificuldades.

É preciso estar certo e confiante do que realmente quer para sua vida, caso contrário, você irá desistir durante o processo de realização de seus ideais. Esteja consciente que nem tudo são flores... Precisamos ter a cabeça nos sonhos, no coração a paixão por aquilo que amamos fazer ou pretendemos conquistar, mas os pés precisam estar bem firmes no chão, para não vivermos em um mundo de ilusões. Que as nossas aspirações sejam o combustível, mas que estejamos sempre presentes a vida real das concretizações, para ao final, sentirmos o doce sabor de que tudo valeu à pena. Sigamos em frente!

Me responde aí, quais são os seus sonhos?

 

Clica nos links abaixo e me segue nas redes sociais. Sejam bem vindos!!!

Facebook: https://www.facebook.com/cleciacoach/

Instagram: https://www.instagram.com/cleciacoach/

 

Clécia Dias

Coach de Autoliderança e Propósito de Vida